O projeto Qualificação Profissional para Cobrador no Transporte Coletivo de Passageiros tem como objetivo promover a qualificação de cobradores de empresas de transporte coletivo urbano de passageiros para atuarem como motoristas profissionais.

A iniciativa viabiliza a mudança da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) da categoria B para a D e oferta cursos específicos para o transporte de passageiros, ministrados nas Unidades do SEST SENAT.

Com isso, o SEST SENAT oportuniza acesso à formação especializada e amplia as condições de crescimento e aperfeiçoamento profissional dos cobradores a fim de contribuir para a manutenção da empregabilidade desses trabalhadores no transporte coletivo de passageiros. 


Requisitos para participar do projeto


O candidato deverá:

- Comprovar vínculo empregatício na função de cobrador de ônibus.

- Possuir CPF.

- Enquadrar-se nas regras do Contran quanto aos requisitos de tempo para mudança de categoria.

Os beneficiados pelo Projeto deverão participar de dois cursos presenciais:  Especializado para Condutores de Veículos de Transporte Coletivo de Passageiros, com duração de 50 horas presenciais; e Capacitação com Prática de Direção Simulada para Motoristas Profissionais, com duração de 22 horas, ambos promovidos pelas Unidades Operacionais do SEST SENAT.


Como participar?


Atualmente Unidades do SEST SENAT em sete cidades contam com o projeto: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Maceió (AL) e Manaus (AM).

Consulte o edital clicando aqui.

  • Maceió (AL) e Manaus (AM): inscrições encerradas em 3 de agosto.
  • Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE): inscrições encerradas em 16 de maio. 
  • São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ): inscrições encerradas em 30 de maio


Consulta ao CNPJ das empresas de transporte


A regularidade do cadastro da empresa é fundamental para viabilizar a participação no Projeto, que atenderá exclusivamente cobradores empregados de empresas do transporte coletivo urbano de passageiros. 

Além do vínculo empregatício na função de cobrador, é importante que seja verificada a atividade principal (CNAE) descrita no cartão do CNPJ da empresa, que deve ser do transporte, atuando no transporte coletivo urbano de passageiros. 

Clique aqui para consultar a situação do cadastro da empresa de transporte junto ao SEST SENAT. Para mais informações procure uma Unidade Operacional do SEST SENAT participante do projeto. 



Candidatos inscritos, atenção!


Conforme disposto no item 9.3 do Edital 002/2018, as comunicações entre o SEST SENAT e os candidatos ocorrerão, exclusivamente, por e-mail. 




Top