Em 2017, a primeira Campanha Nacional do SEST SENAT tem como foco o tema sustentabilidade. E isso não é por acaso. A atividade humana polui constantemente, e nossos hábitos de consumo tornam os recursos cada vez mais escassos. Nesse sentido, trazemos uma proposta que desafia você a usar a sua criatividade.

A proposta é praticar a sustentabilidade durante o ano inteiro. Toda vez que você for descartar um objeto, repense! Ele poderia ir para o lixo, mas qual outro destino você daria a ele?

Aqui, você encontra alguns caminhos.

As suas escolhas fazem a diferença
sest senat

O SEST SENAT é reconhecido nacionalmente por promover a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento profissional dos trabalhadores do transporte. Atrelada a essa missão, a instituição também tem como foco a sustentabilidade.

O SEST SENAT mantém o Despoluir – Programa Ambiental do Transporte. Diversos projetos, como a Avaliação Veicular Ambiental, contribuem para a redução da emissão de poluentes. Até novembro de 2016, mais de 1 milhão e 800 mil aferições foram realizadas. Para saber mais sobre o Programa, clique aqui.

Os cursos oferecidos pelo SEST SENAT vão muito além das técnicas de capacitação para o trabalhador, eles também qualificam os profissionais do transporte com conceitos e práticas de responsabilidade socioambientais sólidos. Por exemplo, com os métodos de condução econômica, o motorista é capaz de gastar menos combustível, preservar peças do caminhão e, assim, contribuir para a construção de um mundo mais limpo e sustentável.

pneu

Você sabia que, por ano, são descartados mais de 50 milhões de pneus no Brasil? Quando isso é feito de forma errada, os pneus se tornam um problema para o meio ambiente. Eles demoram, em média, 600 anos para se decomporem na natureza. Podem, inclusive, se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da zika e da chikungunya.

Quando pneus chegam ao fim da vida útil, ou seja, quando eles não podem mais continuar rodando em um veículo nem ser reformados, devem ser descartados em locais apropriados. Essa simples atitude evita que sejam deixados na natureza, ou pior, que sejam queimados a céu aberto.

sacola

Quantas sacolinhas você adquiriu nesta semana? Você já parou para contar? De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, entre 500 bilhões e 1 trilhão de sacolas plásticas são consumidas, por ano, em todo o mundo. No Brasil, cerca de 1,5 milhão de sacolinhas são distribuídas por hora. Muita coisa, não é?!

As sacolas plásticas não são o maior problema do meio ambiente, mas, como tudo na vida, seu consumo em excesso é preocupante.

Será mesmo que precisamos de tantas sacolinhas assim? Será que não conseguimos ao menos diminuir o uso e consumi-las de forma consciente? Claro que sim! Mudanças simples de atitude, além da criatividade, podem contribuir, e muito!

garrafa plástica

Difícil é encontrar alguém que nunca tenha consumido algo que venha em uma PET.

De acordo com os dados mais recentes da Abipet (Associação Brasileira da Indústria do PET), em 2011, foram consumidas, no Brasil, 572 mil toneladas de PETs. A estimativa de consumo para 2016 foi de 840 mil toneladas. É importante lembrar que, no ano passado, o país foi sede de grandes eventos internacionais, como as Olimpíadas e as Paralimpíadas. A taxa de reciclagem em 2015, por exemplo, segundo a associação, foi de 51%. Ou seja, praticamente a metade das garrafas plásticas consumidas no Brasil não é reaproveitada. E o impacto desse plástico todo no meio ambiente só pode ser prejudicial.

Mas você pode contribuir ao consumir e descartar menos PET por aí, não é mesmo?

Dicas Ideias Videos

papel

Você sabia que um brasileiro chega a consumir 50 quilos de papel por ano?

Segundo dados mais recentes da ABTCP (Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel), em 2014, foram produzidos, no Brasil, 10,4 milhões de toneladas de papel. No mesmo período, o consumo aparente per capita foi de 51 quilos.

Para produzir um quilo de papel, são necessários 540 litros de água. Uma única folha A4, por exemplo, consome 10 litros. Além disso, doze árvores são derrubadas para cada tonelada de papel virgem.

Bom, só aí já temos motivos suficientes para economizar papel, não é mesmo?

Você pode fazer a sua parte com mudanças simples de atitudes, como:

- Escreva, imprima e faça cópias sempre usando os dois lados das folhas.

- Antes de imprimir, revise. Isso evita que você tenha que imprimir várias vezes o mesmo texto.

- Se não for realmente necessário, não imprima.

- Apresentações em Power Point podem ser impressas na opção folheto que imprime seis slides por folha.

- Transforme papéis de rascunho em blocos para anotações.

Dicas Ideias Videos

Compartilhe a campanha nas redes sociais



© 2017 - SEST SENAT

Sest Senat